Novo projeto do Mossoró Cidade Junina 2018 é lançado

O Mossoró Cidade Junina 2018 passou por um projeto de requalificação, desde a forma de contratação dos serviços, até o sistema de estrutura que será utilizado para instalação de stands, barracas, quiosques, camarotes, entre outros. As novidades foram apresentadas nesta sexta (09), em solenidade realizada no Palácio da Resistência.

O planejamento iniciou desde o encerramento da edição de 2017, quando foi solicitado a todos os coordenadores de polo e secretários envolvidos diretamente no MCJ um relatório com pontos positivos e negativos. Também foi criada pela prefeita Rosalba Ciarlini uma comissão, destinada a discutir e planejar os eventos de iniciativa do Município.

“As diretrizes definidas para a edição de 2018 foram também embasadas por estudos de impacto econômico realizados pela Fecomercio e Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, através de parceria com o Departamento de Economia, que demonstraram o potencial do projeto, que a cada 1 real investido 4 retornam para a cidade”, informou a prefeita Rosalba Ciarlini.

Outro ponto destacado no estudo de impacto é que o Chuva de Bala no País de Mossoró se destaca pela procura dos turistas que vem ao evento e investem na rede hoteleira e de restaurantes local.

Para 2018 o espetáculo foi enquadrado na Lei Câmara Cascudo e está apto a captar recursos da ordem de R$ 445.120,00.

“Na Estação das Artes, a equipe responsável pelo projeto verificou a necessidade de readequação na estrutura, especialmente os camarotes. O institucional, que ocupava um trecho da Avenida Rio Branco, será instalado sobre o Largo Porcino Costa”, explica o secretário de Cultura, Eduardo Falcão. Para viabilizar essa alteração, o palco precisou ser recuado 23 metros, que aumentou a área de concentração de público com melhor ângulo de visualização dos shows. Outra mudança é que será apenas uma estrutura de camarote, com um pavimento destinado à exploração de atividade comercial por empresa promotora de eventos ou de turismo. O segundo pavimento continua sendo destinado à instituições e patrocinadores.

Outro ponto que foi reconsiderado é o cuidado com a segurança alimentar. Em 2018 serão instaladas pias com água e esgoto para todos os comerciantes licenciados. Para viabilizar a salubridade e melhorar os padrões estéticos desse polo, a Prefeitura fornecerá três tipos de estrutura física que já estão zoneadas conforme as especificidades de cada comércio. Nos restaurantes será permitida a produção de alimentos no local e a instalação de mesas e cadeiras. Já os bares poderão comercializar, além das bebidas, alimentos previamente preparados. Os stands para venda de drinks também terão espaços específicos.

A Cidadela também receberá alterações com ampliação do número de espaços para comercialização de produtos e serviços. Serão mantidos os projetos Brinquedos e Brincadeiras Populares e o Pau de Arara Eletrônico. O polo contará com dois palcos, um na lateral da Capela de São Vicente para apresentações de artistas solo, e outro na Avenida Rui Barbosa, popularmente conhecida como Largo do Sebrae, para grupos musicais.

A área da Cidadela será coberta em dois trechos, com pavilhão de estrutura metálica decorado com bandeirinhas de São João, com um teto inspirado na Arena Deodete Dias.

“Por falar em Arena, ela já estará montada no dia 26 de maio para realização do Concurso da Realeza Junina. Por este polo passarão ainda os concursos de quadrilhas nas categorias tradicional, estilizada, infantil, adulto, melhor idade, em nível municipal, estadual e interestadual.”, complementa Eduardo.

Em 2018 o polo de cultura popular será instalado no Memorial da Resistência que contará com apresentações de forte expressão da identidade nordestina, tais como violeiros, repentistas, sanfoneiros, pífaros e cabaçais, teatro de bonecos e mamulengos.

A decoração manterá as tradicionais bandeirinhas em trechos da cidade, contando também com ilustração de personagens que foram criados seguindo a identidade visual de toda a campanha publicitária para o Mossoró Cidade Junina 2018. Estas peças servirão também como espaço destinados aos patrocinadores.

A Prefeitura continua investindo na valorização do artista local, com maior quantidade de artistas da cidade se apresentando na edição 2018 do Pingo da Mei Dia, abertura oficial do Mossoró Cidade Junina. O evento também tem como objetivo potencializar a divulgação do artista da terra, tendo em vista o apelo turístico. O Município também está pleiteando a inserção do Pingo da Mei Dia no Livro de Recordes, como o maior bloco junino do mundo.

O polo da Igreja São João permanecerá com seu funcionamento de 14 a 24 de junho. Além disso, o Boca da Noite finalizará o MCJ no dia 30 de junho.

Leave a Comment