Cavalgada Rota do trem parte de Mossoró para Patu

O som do berrante é a chamada, e a partir dele mais de 50 cavaleiros saem de Mossoró, com destino a Patu, para percorrer os 130 quilômetros no lombo do cavalo, da terceira edição da Cavalgada Rota do Trem. A programação conta com cavaleiros de vários municípios do Rio Grande do Norte e estados vizinhos, resgatando a história de quando pessoas e mercadorias eram transportadas de trem, no século passado.

A saída foi às 8h, da Capela do Bom Jesus em Mossoró. “Nós saímos daqui e paramos para almoçar no Sítio Horizonte, em Governador Dix-sept Rosado, dormimos no município e na sexta seguimos para Caraúbas. Chegaremos a Pautu no sábado à tarde”, explicou Valnei Nunes, organizador do evento.

A Prefeitura de Mossoró apoiou o evento, através da Secretaria Municipal de Agricultura. “É um evento que envolve famílias, amigos, com intensão de contar uma história da qual Mossoró também faz parte. Antes que existisse as estradas asfaltadas, era o trem que fazia todos os transportes. É importante relembrar e mostrar isso a novas gerações”, disse.

E tão importante quanto a participação dos cavaleiros é a das amazonas, que além de percorrer parte do caminho no cavalo, elas cuidam de toda a logística e programação da cavalgada, para garantir que filhos e maridos estejam confortáveis no percurso. “Há dez anos começamos com esse grupo em Patu, em prol do Santuário do Lima. Hoje continuamos aqui, acompanhando nossos filhos e maridos. A gente faz toda a preparação física, dos cavalos e no fim a farra é muito boa”, disse Nivanice Nunes, uma das amazonas.

Leave a Comment